Notícia

Mais de 95% dos empresários palmenses acreditam na melhora dos negócios em 2019

  • 15 de janeiro de 2019 - 13:57

Com o intuito de analisar o comércio da Capital e traçar objetivos para 2019, a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Palmas, realizou uma pesquisa junto aos empresários associados à entidade. O levantamento revelou que a confiança dos lojistas para o ano que se inicia está alta: 95,5% acreditam que o faturamento das suas empresa irá crescer nos próximos 12 meses, 2,4% estão indiferentes e apenas 2,1% acreditam que não irá haver aumento de faturamento.

 

“Este número elevado de confiança é extremamente positivo. A CDL Palmas acredita que quanto maior a confiabilidade do empresário, maior serão os resultados. Estamos analisando e trabalhando em ações que visam promover o comércio, aumentar a lucratividade dos lojistas, gerar mais desenvolvimento e elevar a demanda de empregos”, explicou Silvan Portilho, presidente da CDL Palmas.

 

O levantamento também mostrou que 86% dos lojistas acreditam que este ano será economicamente melhor que 2018, enquanto 8,7% estão incertos e 4,9% acreditam que a melhora só deve acontecer a partir do segundo semestre. Se somados todos que acreditam na melhora da economia, seja no primeiro ou segundo semestre, esse número chega a 94,7%.

 

Conforme explica Silvan, os números apresentados pela pesquisa são um reforço concreto quanto ao sentimento de melhores perspectivas para o comércio. “Os lojistas querem investir, pois acreditam na melhora econômica. Precisamos auxiliar esses empresários a tirarem seus projetos do papel”, disse.

 

Outro dado positivo foi revelado pela pesquisa. Quando perguntados se estão otimistas com o futuro de suas empresas, 95,1% responderam positivamente, enquanto 3,5% disseram estar indiferentes. O percentual de empresários que não estão otimistas foi de 1,4%.

 

Metodologia

Foram ouvidos 286 empresários de serviços e comércio varejista localizados na Capital tocantinense. A margem de erro é de 3,0 p.p. com um intervalo de confiança de 95%.