Nota de esclarecimento - Fechamento do comércio de Palmas

  • 20 de março de 2020 - 15:22



A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Palmas, que representa o comércio palmense, orienta os lojistas no entendimento do decreto  Nº 1.859, de março de 2019, que trata do enfrentamento da pandemia provocada pelo coronavírus (COVID-19). Tal decreto dispõe, entre outras medidas, sobre o fechamento do comércio. As empresas devem cumprir o decreto. Nossa recomendação é que as pessoas fiquem em casa e que sigam todas as recomendações da OMS. 
 
Após recebermos inúmeros questionamentos vindos dos empresários, dos comerciantes, que não conseguiram compreender, por não estar explícito no decreto, quais os segmentos que de fato devem fechar as portas, foi feito uma análise. Neste sentido, entendemos que, adotando todas as recomendações da Organização Mundial da Saúde, para prevenção da disseminação do novo coronavírus, e trabalhando em regime de entrega, as empresas podem funcionar. Reiteramos que a CDL Palmas solicita que todos os lojistas respeitem o decreto e mediante qualquer dúvida, consultem no Diário Oficial do dia 18 de março de 2020 o decreto 1.859.
 
Exemplificamos que alguns estabelecimentos poderiam ficar abertos para dar suporte à população. Não é pra sair de casa e ficar comprando. Por exemplo, o cidadão está em casa e quebrou o óculos. Ele precisa de um reparo. Então a ótica poderia dar um suporte pra essa pessoa, nossa orientação é neste sentido. Algumas empresas permanecem abertas para algumas emergências, cumprindo o decreto e com parecer da CDL. 
 
Nesta sexta-feira, 20, a CDL Palmas irá articular, sempre em concordância com as medidas do Poder Público, uma tabela que trata explicitamente quais segmentos e como poderão funcionar para auxiliar a população e as empresas. 
 
Até o momento, os organismos internacionais de saúde e o governo brasileiro têm salientado que a única maneira de evitar a propagação do coronavirus é impedir o contato entre as pessoas.
 
Seguimos com nossa missão de mantê-los constantemente atualizados a respeito das tratativas com o governo para que os impactos da pandemia no setor varejista sejam o menor possível.