Comércio de Palmas fecha primeiro semestre do ano com queda nas vendas

  • 01 de julho de 2020 - 16:27



A crise econômica desencadeada pela crise de saúde causada pela pandemia da COVID-19 está sendo sentida em todo o mundo. Em Palmas, a situação não é diferente e o setor de comércio, um dos mais afetados pela crise, apresenta um número de vendas extremamente preocupante. 

 

De acordo com a base de dados SPC Brasil, monitorada e analisada pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Palmas, o primeiro semestre de 2020 apresentou o pior índice de vendas dos últimos quatro anos. Em relação ao ano passado, a queda nas vendas do período de 1ª de janeiro  a  30 de junho foi de 10,8%; em relação a 2018 o decréscimo foi de 2,6%; em comparação a 2017, a queda foi de 10% e se comparadas a 2016, as vendas caíram 3,8%. 

 

Para Silvan Portilho, presidente da CDL Palmas, apesar de toda adaptação e busca de maneiras para se reinventar, o comércio vive um momento crítico e os números negativos são graves. “Infelizmente, a crise ainda vai demorar passar. As entidades de classe estão diariamente buscando maneiras para minimizar os impactos, mas sabemos que não está sendo fácil. Muitas empresas fecharam as portas de vez, outras tiveram que diminuir o quadro de funcionários e outras ainda farão demissões nos próximos meses, pois não têm condições financeiras de manter o quadro”, disse.