Quase 40% dos lojistas de Palmas devem oferecer vagas temporárias em 2019, mostra CDL

  • 06 de novembro de 2019 - 08:10



O fim de ano é  a melhor época de vendas para o comércio e isso resulta na necessidade de contratação de mão de obra para suprir às necessidades de atendimento, surgindo então as vagas temporárias. Em 2019, de acordo com uma pesquisa realizada pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Palmas, revelou que 39,6% das empresas do setor privado da Capital devem abrir vagas para este fim de ano. 

 

A maioria das empresas deve contratar 2 funcionários (38%), enquanto 32% pretende contratar ao menos 1 colaborador e 10% cerca de 5 funcionários, o restante deve contratar 3 funcionários. O levantamento mostrou ainda que a maioria dos estabelecimentos têm possibilidade de efetivar o funcionário (60,8%). Outros 31,4% ainda não descartam a possibilidade de efetivação e somente 7,8% não tem nenhuma perspectiva de efetivar. Outro dado interessante diz respeito à duração da vaga temporária, que pode ser de até seis meses: 71,4% das vagas terão de 3 a 4 meses de duração. As vagas com duração de 1 a 2 meses compreendem 14,3%, o mesmo que as que devem durar de 5 a 6 meses. 

 

Para Silvan Portilho, presidente da CDL Palmas, essa é a hora de quem está fora do mercado de trabalho tentar um recolocação. “Nossos empresários estão dispostos a contratar e para isso, precisam de bons profissionais. Neste momento, que está desempregado deve ficar atento à abertura dessas vagas; é hora de mostrar um bom trabalho e conseguir ser efetivado. É uma grande chance de mostrar proatividade”, explicou. 

 

Em relação ao perfil dos profissionais que as empresas buscam para preencher as vagas temporárias, a pesquisa revelou que 64,7% pretendem contratar pessoas de 25 a 36 anos; 33,3% de 18 a 24 anos e 2% de 37 a 48 anos. Além disso, a maioria dos empresários contratará tanto homens como mulheres (57,7%), enquanto 30,8% têm vagas mais específicas para homens e 11,5% preferem mulheres para as determinadas vagas. Outros pontos importantes: ter experiência foi citado por 85,7% das empresas como requisito para contratação, seguido por ter ensino médio completo (38,8%) e ter conhecimento em informática (36,7%).