Crediário ainda é utilizado por 30% dos consumidores

  • 30 de julho de 2019 - 11:39



Dados de uma pesquisa realizada pelo SPC Brasil, revelaram que o crediário ainda é utilizado por muitos consumidores. Apesar do grande uso dos cartões de crédito, três em cada dez brasileiros (30%) fizeram uso de crediário (carnê, boleto a prazo ou cartão para compras exclusivas em uma loja) nos últimos 12 meses.

 

De acordo com o levantamento, 35% dos consumidores recorreram a essa modalidade por não conseguirem realizar o pagamento à vista; 25% disseram que a pouca burocracia exigida pelos estabelecimentos comerciais foi bastante atrativa e 20% optaram por essa modalidade como estratégia para fazer mais compras. A principal vantagem apontada pelos consumidores entrevistados foi a possibilidade de parcelar as contas. 

 

Para o presidente da CDL Palmas, Silvan Portilho, é preciso consciência antes de fazer crediários. “É uma alternativa fácil que pode fazer o consumidor se enrolar em dívidas e, consequentemente, fazer com que o lojista tenha prejuízo. É preciso refletir antes de realizar as compras, pensar na necessidade de cada item”, afirmou. 

 

A pesquisa apontou ainda que 44% dos usuários de crediário já foram negativados por não cumprirem com os pagamento e destes, 12% ainda estão com o nome sujo. Apesar de alta, a taxa de inadimplência nessa modalidade caiu 15% em relação ao ano passado. Além disso, 81% dos consumidores que possuem algum crediário garantem estar com as parcelas em dia, enquanto apenas 10% estão com pagamentos em atraso. 

 

Em Palmas, de acordo com levantamento feito pela CDL Palmas com lojistas associados, a opção de parcelamento por meio de crediário está presente em cerca de 20% dos estabelecimentos, principalmente as lojas de roupas e calçados e lojas de móveis e eletrodomésticos.